MEDITAÇÃO DA SEMANA

VIVENDO EM TEMPOS DE IMPIEDADE

05 de abril de 2009

         
         Quando nos deparamos com os noticiários da TV temos a impressão de que estamos envolvidos em tempos de absurda impiedade. São crimes cada vez mais horrorosos e cruéis, que nos dão a impressão de que o ser humano perdeu de vez todo o seu escrúpulo.

         No entanto, quando folheamos a Bíblia nos surpreendemos: a impiedade sempre fez parte do ser humano. Desde os mais remotos tempos de civilização o ser humano tem se mostrado cruel e impiedoso.

         Muitos exemplos estão no Antigo Testamento. Mas o Novo Testamento é que registra a maior impiedade da história: o flagelo a que submeteram Jesus Cristo, incluindo o seu sofrimento pelas ruas, terminando com a morte na cruz.

         Outro exemplo é o de João Batista. A Bíblia registra que João Batista era uma pessoa diferente das outras. Passou parte de sua vida no deserto e, quando se encontrava com as pessoas as chamava para o arrependimento, pois o Messias estava para chegar. Seu trabalho, que já era anunciado pelos profetas, foi importantíssimo como preparatório para o ministério de Jesus Cristo entre os homens.

         No entanto, no Evangelho de Marcos, há uma narrativa espantosa, que ilustra muito bem o quanto o ser humano pode se tornar cruel. Por causa de um pedido despretensioso e caprichoso, Herodes autoriza que João Batista seja decapitado e que sua cabeça seja oferecida como um souvenir.

         Desta narrativa podemos extrair algumas lições importantes:

         1 – A impiedade humana não é coisa nova – Como dito acima, a impiedade humana existe desde sempre e parece ser uma característica especial e um “efeito colateral” do afastamento do ser humano do seu Criador;

         2 – A impiedade humana não tem limites – Tanto na narrativa do sofrimento de Jesus quanto no assassinato de João Batista nós podemos vislumbrar uma capacidade especial do ser humana em se superar nos requintes de crueldade e impiedade, a ponto de suspeitarmos que a impiedade humana não tem limites;

         3 - A impiedade humana alcança as pessoas de bem – Todos nós estamos sujeitos aos efeitos diretos ou indiretos da impiedade humana. Nem mesmo Jesus ou João Batista foram poupados dela. Precisamos nos conscientizar que todos estamos expostos, uma vez que vivemos num mundo que, como disse o evangelista João, “jaz no maligno”.      

         Esta reflexão deve nos levar a valorizar ainda mais o ministério dos cristãos num mundo desumano e sem Deus. Nosso testemunho de paz e de amor é um verdadeiro remédio para a sociedade que, se afastando do seu Criador, se especializou na impiedade. E o que Deus espera de nós é exatamente isso: uma vida marcada pelo seu amor, num mundo impiedoso.

 

         Rev. Esny Cerene Soares 


Voltar nas Meditações
Localização

Rua Marquês de Olinda, 167 - 179
Ipiranga - São Paulo/SP
CEP: 04277-000
Tel: (11) 5062-2047
Encontros

Culto Matutino e Escola Dominical: 
Domingo – 9:30 

Culto Vespertino: 
Domingo – 19:00 

Tarde da Graça: 
Quarta-feira – 15:00

Desperta Débora: 
1ª quinta do mês – 15:00

Pastor Titular

Rev. Esny Cerene Soares

Precisa de Ajuda?

Fique por dentro



Todos os direitos reservados © Igreja Presbiteriana Independente de Vila Dom Pedro I
Desenvolvido por www.evaldinei.com.br